As luvas estéreis, também chamadas de luvas cirúrgicas, são utilizadas para procedimento que exigem a técnica estéril ou asséptica, como parto vaginal, inserção de cateter venoso central, cateterismo vesical de demora, procedimentos cirúrgicos, etc.

O procedimento exige a técnica correta para evitar contaminação e posterior infecção. Neste post, detalhamos como realizar a técnica de calçar e descartar as luvas estéreis.

Ao utilizar luvas estéreis, não se pode entrar em contato com superfícies ou materiais não estéreis, sob o risco de contaminar o procedimento. Para ajudar a prevenir a contaminação, após calçar as luvas, mantenha os braços erguidos a fim de reduzir o contato com portas, objetos ou maçanetas.

Assim como as luvas de procedimento, as luvas estéreis são confeccionadas em látex. Esse material apresenta algumas vantagens, como ser barato, econômico e facilmente descartável.

No entanto, alguns pacientes e profissionais podem apresentar alergia a esse material. Nesses casos, deve-se providenciar a suspensão imediata do seu uso, e a adoção de luvas que sejam confeccionadas em outro material, como vinil ou nitrila.

Qual a importância desse procedimento?

A principal importância desse procedimento é que ele permite a realização de técnicas assépticas/estéreis para procedimentos que tem alto potencial de causar infecção.

Imagine realizar a inserção ou troca de sondagem vesical de demora sem luvas de estéreis, ou pior, realizar cirurgias com luvas de procedimento.

luvas-estereis-em-procedimento-cirurgico
Luvas estéreis em procedimento cirúrgico.

Descrição detalhada do passo a passo para calçar luvas estéreis

Material necessário: 1 pacote de luvas estéreis.

pacotes-de-luvas-estéreis.
Pacotes de luva estéril.

Calçando as Luvas Estéreis em 8 passos

1º passo: reúna o material necessário, escolhendo o tamanho da luva de acordo com o tamanho da sua mão. Geralmente os tamanhos vão de 6 a 9.

tamanho-da-luva-estéril
Verificar o tamanho da luva.

2º passo: lave as mãos antes de iniciar este procedimento (isso evitará que as sujidades da sua mão passem para o látex e, em caso de ruptura da luva, possa contaminar o procedimento). Saiba como lavar corretamente as mãos aqui.

3º passo: verifique as condições do envelope, data de validade, se há perfurações ou se a embalagem está rompida. Nesses casos, descarte a embalagem e avise ao superior imediato e a comissão de controle de infecção hospitalar da sua unidade. Identifique o ponto de abertura do pacote, como mostrado na imagem abaixo:

ponto-de-abertura-da-luva-estéril
Indicação de abertura do pacote.

4º passo: abra o pacote e despeje o pacote interno em superfície, e preferência em campo estéril ou superfície limpa. Lembre-se que o pacote interno é estéril, se colocá-lo sob superfície limpa, passe a considerar apenas que a parte interna estará estéril.

abrindo a embalagem
Pacote interno estéril sob superfície.

5º passo: abra e posicione o pacote interno de acordo com instruções da embalagem. O pacote interno é composto pelas duas luvas dobradas, uma para cada mão. É importante calçar a luva correta para cada mão, uma vez que isso evitará a contaminação da parte externa da luva.

abertura-do-pacote-interno
Abertura do pacote interno.

6º passo: inicie a abertura do pacote pegando pelas pontas, na parte mais externa, sem contato com as luvas.

iniciando-o-procedimento

7º passo: observe que os punhos estão dobrados. Junte os dedos da mão não dominante e com a outra mão, calce a luva delicadamente e com calma, sempre segure na parte externa da dobra do punho.

iniciar-o-calçamento-da-luva-estéril

Dica: Realizar esse procedimento de forma rápida poderá fazer você contaminar a luva. Em caso de contaminação, ela deverá ser imediatamente desprezada. Realize o procedimento de forma calma e centrada.

8º passo: para calçar a segunda mão, faça o seguinte: com a mão enluvada, coloque dois dedos na parte interna da dobra, expondo sua abertura e facilitando a entrada da outra mão.

vestir-a-outra-mao

8º passo: ajuste os punhos e os dedos.

ajuste-as-luvas
Ajuste os punhos e dedos, sempre tocando na parte interna da luva, caso necessário.

Após calçar as luvas, realize os cuidados com o paciente, sempre tendo em vista os cuidados necessários para não contaminar.

Como Retirar as Luvas Estéreis em 4 passos

1º passo: para descartar as luvas, puxe com os dedos, a partir do punho. Faça o procedimento com a mão dominante primeiro, de forma a envolver as duas luvas em apenas uma. Evite tocar a parte externa, que entrou em contato com o paciente, com a pele.

retirar-luvas-estereis

2º passo: Puxe a luva da mão dominante, de modo a mantê-la na palma da outra mão enluvada, como na imagem abaixo.

retirando-as-luvas
Puxando a luva da mão dominante.
luva-da-mao-dominante-retirada

3º passo: proceda a retirada da luva da outra mão, com a inserção de dois dedos (o indicador e o dedo médio) por debaixo da dobra do punho, evitando o contato com a parte externa. Envolva a luva que está na palma da mão com a segunda que você irá retirar. Veja abaixo:

retirar-luvas-estéreis

4º passo: descarte o material em lixo apropriado.

descarte-luvas-estereis

4 Perguntas e Respostas Sobre Esse Procedimento

As luvas estéreis / cirúrgicas são mais grossas. Posso utilizá-las em mais de um procedimento?

Não. As luvas só podem ser utilizadas exclusivamente para apenas um procedimento e para um paciente.

As luvas estéreis podem ser lavadas?

Não. O uso é único e descartável.

Posso vestir duas luvas estéreis?

Não. Essas luvas possuem como objetivo a realização de procedimentos estéreis/assépticos. Logo, utilizar duas luvas aumenta o risco de contaminação, uma vez que você terá que executar o procedimento duas vezes seguidas.

As luvas precisam estar justas nas mãos?

Sim. Se estiverem muito apertadas, irão diminuir drasticamente a circulação e logo você sentirá dor e dormência local. Se estiverem muito frouxas, podem dificultar os movimentos dos dedos. Logo, é necessário que elas estejam justas nas mãos. Por isso, é importante que você utilize a sua numeração de luva.

Já contaminou as luvas estéreis ao realizar esse procedimento? Conta para nós!

Juarez Coimbra

É enfermeiro, doutorando em Enfermagem pela Universidade Federal de Mato Grosso. É Especialista em Saúde Pública e um Apaixonado por Blogs, escreveu o seu primeiro na área de enfermagem ainda em 2014.

Este post tem 2 comentários

  1. Eu super amei o seu jeito de explicar as coisas da enfermagem, gostaria que postasse mais, por que aqui nesse site muitas duvidas minhas foram tiradas. Tem vídeos aulas mostrando como se faz o passo a passo desses procedimentos já mencionados no seu próprio site?

    1. Oi Thaylanne!
      Muito Obrigado pelo comentário e pela visita!
      Em breve teremos novos conteúdos, assine nossa Newsletter e fique por dentro de todas as novidades!
      Também temos um canal no Youtube, em breve teremos vídeos a respeito dos conteúdos que são postados aqui!
      Obrigado!

Deixe um Comentário